Minha Fam Lia Est De Games

Como fazer resumo de cola quente em casa Apresentação de la fotografía newborn

No processo da dobra da teoria - as empresas a sua ideia-chave sobre um em uma escala da produção começa a atrair-se para a formação da estratégia grande e o maior a companhia. Em relação a esta esfera desenvolvimento ganha mais volume e caráter complexo, contudo com vários momentos inconsistentes ou são "lugares brancos simples".

A estratégia competitiva eleita pela firma define um caminho com o qual a firma executa espécies separadas da atividade. As firmas adquirem a vantagem competitiva, desenvolvendo novos caminhos da realização da atividade, introduzindo novas tecnologias ou componentes iniciais da produção. Entram com eles no mercado, e logo são inovações.

Junto com o principal descrito da economia em uma escala da produção da corporação multinacional tinha amplas oportunidades um da economia e em muitos outro inacessível para firmas dentro dos mercados (não só os países pequenos e médios, mas às vezes até tais mercados espaçosos como SSh. Vamos inclinar-se só essencial do semelhante ao :

Desenvolvendo a estratégia concreta, as firmas procuram encontrar e personificar um caminho favoravelmente e de longo prazo para competir no ramo. A estratégia competitiva universal não existe; só a estratégia coordenou com condições de uma indústria concreta, as habilidades e a capital que se possuem pela firma concreta podem trazer o êxito.

Nas firmas de mercado internacional, mas não os países competem. É necessário entender como a firma cria e mantém a vantagem competitiva. Na fase presente da possibilidade de firmas não se limitam a bordas do seu país do baseamento. Para um papel da estratégia global na criação da vantagem competitiva é necessário prestar a atenção especial desde estes a estratégia completamente modifica um papel do país do baseamento.

Consequentemente as firmas dão volta aos rivais se tiverem a vantagem competitiva forte. A vantagem competitiva compartilha em 2 tipos principais: abaixe preços e diferenciação de mercadorias. Os preços baixos refletem a capacidade da firma de desenvolver-se, deixar sair e vender mercadorias comparáveis com mais pequenas despesas, do que concorrentes. Vendendo mercadorias em mesmo (ou aproximadamente a tal preço, como concorrentes, a firma neste caso adquire o lucro de ó.

A apelação semelhante a ideia sobre a economia explica-se a escala da produção por isto no sistema do desenvolvimento dinâmico de comunicações econômicas mundiais os processos que não guardam dentro de não só em uma armação flexível da teoria "da vantagem comparativa", mas também em referências para um papel da corporação multinacional mostram-se cada vez mais (parece, um, rápido crescimento não só a corrente de comércio exterior da produção do processamento, mas também investimentos zangados entre industrialmente países desenvolvidos, uma rede de ramo de interpaís da corporação multinacional, etc.). Estes processos da explicação teórica exigiram a aproximação que se guia por soluções não-triviais que e em primeiro lugar se encontraram nas ideias reformadas sobre a economia em uma escala de produção.

Novas tecnologias. A modificação da tecnologia pode criar novas oportunidades para o desenvolvimento de mercadorias, novos modos de vender, produção ou entrega e melhora de serviço ou serviços. Muitas vezes precede inovações estrategicamente importantes.

A base objetiva do aumento nos tamanhos da companhia (crescimento de concentração a capital é a expansão do mercado deste causado tanto o crescimento do seu consumo interno como aumento no volume de um com relação ao desenvolvimento do comércio exterior. A economia causada por ele em escalas da produção da companhia estimula o crescimento da corporação multinacional, inclusive devido à expansão de uma larga rede de interpaís de ramos. Tudo isso é a reflexão mais brilhante da internacionalização (nas direções da integração) um mundo.

A estratégia concreta tem de ser baseada na compreensão abrangente de estrutura do ramo e processo da sua modificação. Em qualquer ramo da economia – é sem importância, só atua sobre o mercado interno ou sobre o externo também, – a essência da competição exprime-se por cinco forças:

As firmas só não têm de reagir a modificações da estrutura de ramo e tentativa de modificá-lo no próprio favor, mas também escolher uma posição dentro do ramo. A posição no ramo é a aproximação da firma em geral à competição, e não somente a sua produção ou para quem se projeta.