5 Raz Es Para O Papel Alum Nio

As aventuras de poses para gestantes 4 modelos de copy para fotografar na praia

Ana encontrou Adapa por palavras: "Não há clemência!", mas na insistência de Tammuz e Gishzida temperou a justiça com a clemência e decidiu apresentar à imortalidade de Adapa. Ofereceu-o "água de vida" e "comida da vida", mas isto se recusou.:-)

Ana criada anunnak (espírito subterrâneo, cereais, gado. Os deuses comeram, viram, mas não podem ser fartos e fartar-se de. Então Ea aconselhou que a Enlil criasse pessoas que fariam a deuses um sacrifício. Mas em primeiras pessoas foram selvagens. Por isso, os deuses tiveram de mandar que as pessoas se tornaram as pessoas autênticas.

Participe na construção de represas, canais. O sacerdote teve de possuir o alto crescimento, dentes sãos vneshnostyyu6 representativos (que não ceceou e exatamente disse fórmulas sagradas). Depois houve categorias diferentes de sacerdotes.

Na literatura de Babylon repetidamente encontramos mitos, lendas e até o epos no qual a ideia principal é a ideia de pesquisas da imortalidade, vida eterna. Ao contrário, na literatura egípcia não há poizvedeniye dedicado a este sujeito. Os egípcios não precisaram de procurar a vida eterna, "tinham-na".

Em vários sujeitos predisse o futuro. Por exemplo, em voo de pássaros, em flutuação de uma chama de uma vela, em um fígado de uma ovelha, em vários desvios em animais recém-nascidos (por exemplo duas cabeças). O roubo uma hiena de marcha traz infortúnio, baratas vermelhas - felicidade, preta - fracasso., Etc.

Os homens mortos não se mumificaram, lavaram-se, vazaram óleos odoríferos, decorados mais simplesmente e enterraram. O morto proveu-se com tudo: comida, roupa, jóias, utensílios. As sepulturas foram na construção de um tijolo. Foram câmaras subterrâneas extensas.

(a distribuição muito larga Ana, Enlil e Ea criaram pessoas e animais, então Enlil fundou cinco cidades, tendo alojado o czar a que outros nove czares seguiram em um deles. No último deles Enlil foi zangado com pessoas, arranjou uma inundação. O Ziusudre aconselhou para construir o barco. Enlil então dispensou Ziusudre vida eterna.

Tammuz morre, o seu Ishtar querido vai lá embaixo, "entrando nunca parte". Ameaça com quebrar portas e deixar sair pessoas mortas. Deixa-se e prende-se em um calabouço. O cria Asushunamir, envia-lhe, tendo aconselhado para prestar atenção a um odre de vinho com a água da vida. Tammuza e Ishtar deixam-se sair.